Sobre os relógios
da violência

As informações e os números apresentados nos Relógios da Violência têm como referência a pesquisa Datafolha, encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, realizada entre os dias 11 e 17 de fevereiro de 2017 em 130 municípios, incluindo capitais e cidades do interior, em todas as regiões do país, e divulgada em 8 de março de 2017.

Para a realização da pesquisa foram ouvidas 2.073 pessoas – 1.051 mulheres, sendo que 833 aceitaram responder um módulo de autopreenchimento. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, para a amostra nacional, e de 3 pontos para a amostra de mulheres participantes do módulo de autopreenchimento.

A pesquisa possui a licença Creative Commons Atribuição-Uso-Não-Comercial-Compartilhamento pela Mesma Licença, conforme disposição dos Termos de Uso do Fórum de Segurança Pública. O Instituto Maria da Penha não é responsável pelo conteúdo da pesquisa.

Autor(es)/Pesquisador(es): Renato Sérgio de Lima, Samira Bueno, Patrícia Nogueira Pröglhöf, Olaya Hanashiro, Cauê Martins, Cristina Neme, David Marques, Isabela Sobral, Marina dos Santos, Marina Pinheiro, Roberta Astolfi, Stefanie Prandi, Silvia Ramos, Roberta Viegas, Roberta Gregoli, Henrique Marques, Maria José Tonelli, Rafael Alcadipani, Manoela Miklos, Ana Carolina Evangelista, Mafoane Odara Poli Santos, Daniela Marques Grelin.

Mais informações